17/03/2017

Resenha: Invocação - Darkest Powers #1 - Kelley Armstrong


Titulo: Invocação
Série: Darkest Powers
Autora: Kelley Armstrong
Paginas: 304
Editora: Novo Século


Sinopse: Tudo o que Chloe Saunders desejava era uma vida normal, como a de qualquer outra adolescente - ir à escola, fazer amigos e, quem sabe, conhecer um garoto. Mas quando ela começa a ver espíritos, e se comunicar com eles, percebe que sua vida jamais será como a das outras garotas. Em pouco tempo, os fantasmas estão por toda parte, exigindo sua atenção. Após seu primeiro surto, Chloe é enviada a uma instituição para crianças problemáticas. A princípio, a Casa de Lyle parece razoável, mas assim que conhece os demais internos - o charmoso Simon e seu sinistro e nada sorridente irmão Derek, a antipática Tori e Rae, que tem uma 'quedinha' por fogo - Chloe começa a achar que algo estranho e ameaçador os reúne ali. Algo além de crianças com problemas comportamentais. E eles estão prestes a descobrir que a Casa de Lyle não é mesmo um lar como outro qualquer.


Resenha
Invocação é o primeiro livro da trilogia Darkest Powers.

O que primeiro me chamou atenção foi a capa maravilhosa, brilhante e o titulo.

Chloe é uma garota normal que estuda em uma escola de artes, ela sonha em ser uma roteirista e diretora de cinema, sente falta de sua mãe que morreu quando ela era criança e seu pai vive viajando a trabalho e não tem tempo para ela, Chloe conta apenas com o apoio, carinho e atenção de sua tia.

Tudo o que Chloe desejava era uma vida normal, como a de qualquer outra adolescente: ir a escola, ter amigos, e conhecer um garoto, mais isso muda quando um dia na escola, Chloe começa a ver fantasmas, ela acaba ficando muito assustada e tem um ataque de panico, após isso ela é enviada para a Casa Lyle, que é uma instituição para crianças problemáticas, onde ele é diagnosticada como esquizofrênica , e embora ela tome os remédios, os fantasmas continuam a aparecendo e tentando se comunicar com ela.

"Por um segundo, só fiquei ali sentada, quase tendo convulsões de medo, meus gritos eram um nada além de gemidos estridentes. Em seguida, aquela mão envolveu a minha perna, os ossos frios me espetando, pedaços de peno esfarrapados encostando em minha pele. Mesmo que eu não pudesse ve-lo, eu podia visualiza-lo. Esta imagem foio suficiente para abafar meus gritos na garganta e me sacudir de volta para a vida."

Lá, ela conhece os internos Simon, seu misterioso e nada sorridente irmão Derek, a antipática Tori, e Rae que tem uma obsessão por fogo.

Ela começa a achar que o que acontece com ela é algo mais, e que talvez a Casa Lyle não seja apenas para crianças com problemas comportamentais. Quando Chloe, Simon e Derek começam a juntar as pelas, vendo que não pode ser um acaso ter tantas crianças com dons especiais em um mesmo lugar eles começam a perceber o perigo que estão, e eles estão prestes a descobrir que a Casa Lyle não é um lugar comum, e eles se unem com um único objetivo; fugir.


"Não tem ninguém aqui. E, se existe, não é real. Esse é o jeito que tenho que lidar com a situação. Ouça as vozes, tenha as visões e ignore-as."

Quanto ao romance, não há muito, e ainda não se sabe com quem a protagonista ira se envolver. Chloe tem uma quedinha por Simon, mas ela acaba se aproximando muito do irmãos esquisito dele, Derek, e os três juntos tentam descobrir o que está realmente acontecendo.

Eu achei Simon meio sem graça, quanto a Derek foi um dos meus personagens preferidos, ele ser diferente foi o que mais me fez gostar dele, tem muitos mistérios rondando ele, e ele é o tipo de cara que dá medo, ele também é o tipo de cara que vive para proteger o seu irmão, Simon, e ele acredita que Chloe está interessada em Simon.

Acho que teremos um triangulo amoroso, talvez no segundo livro, já que nesse primeiro não tem quase nada de romance e sim muito mistério e suspense, e se houver um romance realmente espero que ela escolha Derek, mas terei que ler a continuação para saber o que irá acontecer.


"Não tem ninguém aqui. E, se existe, não é real. Esse é o jeito que tenho que lidar com a situação. Ouça vozes, tenhas visões e ignore-as."

Nesse primeiro livro não existe um vilão especifico, apenas Tori, uma adolescente que tem inveja de Chloe e que tenta fazer da vida da nossa personagem um inferno.

No começo o livro é um pouco chato, e dá a impressão de que não será diferente e que será muito previsível, mas no decorrer do livro fiquei surpresa, pois muita coisa não foi como eu tinha imaginado e acabei gostando.

A história é contada em primeira pela pelo ponto de vista de Chloe. A capa é linda e brilhante, eu adorei. As paginas são levemente amareladas e o tamanho da fonte está ótima.


"Levantei o fósforo. A coisa ergueu a cabeça. Uma caveira olhou para mim; tiras de carne carbonizada e cabelos incrustados de sujeira estavam pendurados nela. órbitas vazias virada em minha direção. O queixo caído, os dentes batendo enquanto tentava falar. Emitia apenas um gemido horrivel."

A autora fez com que uma ideia nem tão original, se torne uma coisa nova, ela retirou vários clichês de livros desse gênero. O único ponto negativo que achei foi em Chloe, achei ela muito ingenua, confia muito rápido nas pessoas e demorou para perceber o que estava acontecendo em volta dele, muitas vezes ela me irritou, mas no decorrer do livro ela começou a enfrentar os medos dela e foi ai que comecei a gostar mais dela.

O livro é ótimo e vale a pena ler, como esse é o primeiro de uma trilogia, a história ainda esta se desenvolvendo, mas no final desse primeira nos mostra que o segundo promete ser ainda melhor. O final deixa o leitor ansioso para saber o que ira acontecer com a personagem. 

Recomendo principalmente para quem gosta de livros sobrenatural e que une diferentes seres, como necromantes, bruxos, lobisomens, poltergeist.


19 comentários:

  1. Oi, Ketellyn!
    Amo livros sobrenatural mas por detestar triângulo amoroso fujo de livros que possuem essa característica, por isso vou esperar ler sua resenha sobre o segundo volume dessa trilogia para saber se há ou não um triângulo amoroso ai então decidir se lerei essa trilogia ou não.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  2. Ketellyn!
    Gosto muito do assunto, principalmente quando várias pessoas que tem determinadas peculiaridades e não conseguem se encaixar dentro da sociedade, se vem reunidas e boa coisa não deve dar.
    Como não gosto muito de triângulos amorosos, vamos ver o que os próximos exemplares trarão.
    “Não confunda jamais conhecimento com sabedoria. Um o ajuda a ganhar a vida; o outro a construir uma vida.” (Sandra Carey)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de MARÇO, livros + KIT DE PAPELARIA e 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  3. Sua resenha está ótima, não conhecia o livro antes mas parece ser bem legal, sua resenha me deixou bem curiosa pela leitura.

    ResponderExcluir
  4. Não curti muito as capas, mas gostei da premissa e sua resenha me deixou com vontade de ler. Principalmente pois não há muito romance na obra (confesso que isso que mais me motivou! hehehe).
    Vou anotar aqui e ler assim que der!

    ResponderExcluir
  5. Adorei a resenha!
    Fiquei com vontade de ler a série só para saber se a Chloe fica com o Simon ou o Derek

    ResponderExcluir
  6. Triangulo amoroso, hein?! Isso nunca da certo... Puts, ser diagnosticada com esquizofrenia deve ser barra. Amei, quero ler

    ResponderExcluir
  7. Não conhecia muito sobre a história, mas parece ser um livro interessante, gostei da resenha.

    ResponderExcluir
  8. Eu confesso que sempre prefiro livros únicos, então dificilmente alguma série ou trilogia chama a minha atenção, sabe? E essa eu ainda não conhecia, mas achei interessante o livro tratar sobre fantasmas. Enfim, não sei se leria o livro, pois acredito que a protagonista ser ingenua demais iria me irritar

    ResponderExcluir
  9. Eu confesso que sempre prefiro livros únicos, então dificilmente alguma série ou trilogia chama a minha atenção, sabe? E essa eu ainda não conhecia, mas achei interessante o livro tratar sobre fantasmas. Enfim, não sei se leria o livro, pois acredito que a protagonista ser ingenua demais iria me irritar

    ResponderExcluir
  10. Pode dar um mega filme! Parece muito bom, senti vontade de ler.

    ResponderExcluir
  11. Não conhecia essa série, mas a premissa me atraiu. Eu era viciada em fantasias juvenis, mas tenho dado um tempo, por serem sempre muito parecidas, então fico feliz em saber que essa conseguiu inovar e surpreender em alguns pontos.

    ResponderExcluir
  12. Entre os tres, esse é o mais calmo, mas não deixa de ser ótimo.

    ResponderExcluir
  13. Gostei muito desse tom sobrenatural e como amo histórias que instigam o leitor, aguçando a curiosidade, acho que esse livro seria um boa escolha! Apesar de ser uma série e eu não ter tanto tempo, sinto que devo dar uma chance, já que adoro histórias "fantásticas".

    ResponderExcluir
  14. Fiquei com vontade de ler! Lembrei da série 'A mediadora', você já leu? Super recomendo! Bjs

    ResponderExcluir
  15. Houve um momento em que quase desisti de continuar, mas me forcei e depois de algumas paginas começou a melhorar, e o final deixa curiosa para saber mais. O segundo livro é ainda melhor, devorei ele em apenas um dia.

    ResponderExcluir
  16. Gostei da resenha, mas infelizmente o livro não me chamou a atenção, mas gostei da capa, linda

    ResponderExcluir
  17. A capa é realmente maravilhosa e só por ela já dá vontade de ler o livro. Gosto de livros sobrenaturais, e a trama parece ser ótima, mesmo, que como você mencionou a autora tenha reunido alguns clichés de histórias do gênero, mas só o fato de Chloe ser diagnósticada com esquizofrenia, por sua capacidade de ver fantasmas e mortos, já chamou minha atenção. Queria saber se um triângulo amoroso será formado mesmo no próximo livro e o que na verdade é a Casa Lyle.
    Beijos!


    ResponderExcluir
  18. Oi, Ketellyn!
    Não conhecia essa trilogia Darkest Powers, mas gostei bastante da premissa dessa história!! E que capa mais linda é essa!! Sem dúvida adorei a indicação!!
    Beijoss

    ResponderExcluir
  19. Oi Ketellyn,
    Pela capa eu imaginaria uma história mais adulta, com personagens mais velhos. Falando sobre a sinopse, não vi nada de muito inovador, mas teria que ler para saber e entender qual a proposta da autora. Acho bom que o primeiro livro desta série não foque no romance, pois isso nos permite conhecer melhor a história e os personagens. Espero que a autora consiga inserir elementos que farão a trama fugir do óbvio e surpreender os leitores!!

    ResponderExcluir