11/02/2017

Resenha: Destino - Matched #1


Titulo: Destino
Série: Matched #1
Autora: Ally Condle
Ano De Lançamento: 2011
Paginas: 247
Editora: Suma de Letras



Resumo: Cassia tem absoluta confiança nas escolhas da Sociedade. Ter o destino definido pelo sistema é um preço pequeno a se pagar por uma vida tranquila e saudável, um emprego seguro e a certeza da escolha do companheiro perfeito para se formar uma família.

Ela acaba de completar 17 anos e seu grande dia chegou: o Banquete do Par, o jantar oficial no qual será anunciado o nome de seu companheiro. Quando surge numa tela o rosto de seu amigo mais querido, Xander - bonito, inteligente, atencioso, íntimo dela há tantos anos -, tudo parece bom demais para ser verdade.Quando a tela se apaga, volta a se acender por um instante, revelando um outro rosto, e se apaga de novo, o mundo de certezas absolutas que ela conhecia parece se desfazer debaixo de seus pés.

Agora, Cassia vê a Sociedade com novos olhos e é tomada por um inédito desejo de escolher. Escolher entre Xander e o sensível Ky, entre a segurança e o risco, entre a perfeição e a paixão. Entre a ordem estabelecida e a promessa de um novo mundo.

Distopia / Fantasia / Ficção científica / Jovem adulto / Literatura Estrangeira / Romance


Minha Avaliação:

Resenha: Destino é uma distopia totalmente diferente a que estamos acostumados a ler. A autora cria um mundo interessante e traz várias questões para se pensar.

Esperava encontrar uma sociedade desigual, mas foi diferente disso, a Sociedade é bastante igualitária, até demais, onde todos tem a sua comida preparada pelo governo, seu trabalho, seu par e todo o resto escolhidos pela Sociedade, tudo o que é preciso para se viver bem, é se permitir ser controlado pelo Governo e pelos Funcionários. Assim, sua vida será feliz e plena, até os oitenta anos que é quando você morre, independente das suas condições de saúde.

A principio se tem a impressão de ser o lugar perfeito, longe das doenças que há muito anos forem extintas, não precisar se preocupar com um lugar para morar e nem com comida, mas acontece que o governo controlar tudo, absolutamente tudo. O Governo não controla só a vida dos cidadãos, mas também a cultura, eles também decidem que idade é possível terem filhos, com quem você deve se casar, onde você deve morar, tudo isso pensando para que as crianças nasçam e os cidadãos sejam o mais saudável possível.


"Eles nos controlam. Algumas pessoas sabem como plantar alimentos, algumas sabem como colhe-los. Algumas sabem processa-los. Outras, cozinha-los. Mas ninguém sabe fazer tudo. Não sobreviveríamos sozinhos."

Cassia Maria Reyes tem 17 anos, e está preparada para participar de seu Banquete do Par, que nada mais e que uma cerimonia onde será anunciado seu futuro par. Todos estão muito ansiosos, pois é um grande momento na vida de uma pessoa. Ela quer saber quem será o homem com quem passará o resta da sua vida, terá filhos e será feliz, e para a sua surpresa e alivio, seu par é Xander, seu melhor amigo.

Então, seguindo o protocolo, os dois recebem o micro cartão com todas as informações necessárias para se conhecer alguém, mas é claro que eles já se conhecem muito bem pois são melhores amigos. Mesmo assim, Cassia por curiosidade resolve descobrir o que foi colocado dentro do micro cartão, eis então que ela é surpreendida pela imagem que aparece no lugar do rosto do seu melhor amigo. É nada mais, nada menos do que o rosto de Ky.


"Meu coração para, não acredito no que vejo. Um rosto reaparece no terminal, diante de mim. Não é o rosto de Xander."

O que ela viu estava errado, precisava estar errado, Xander era o que havia sido anunciado no dia do Banquete, então deveria ter sido a foto dele no cartão, e a Sociedade entra em ação, dizendo que tudo não passou de um erro, que Xander era o seu par, mas ai já era tarde demais, a semente da discórdia já havia sido plantada.


"Lembre-se: você tem o direito de questionar."

Cassia, que sempre aceitou todas as regras sem questionar nada, começa a mudar quando surge a duvida. A partir dessa duvida outros pequenos detalhes que ela ignorava começaram a chamar mais a sua atenção.

Cassia é uma personagem forte, porém com uma crescente duvida entre o homem escolhido para ser o seu par e um homem completamente errado que apareceu no seu micro cartão por acaso, ou não. Ky é considerado uma aberração para a sociedade, mas se mostra um garoto muito sensível e aos poucos conquista o coração de Cassia.


"Ele sabe o que eu estou começando a sentir por Ky."

Cassia começa o livro sendo apenas mais uma entre as muitas pessoas comandadas pelo Governo, mas com o passar do tempo ela evolui, ela passa a entender melhor o mundo que a cerca e a vida que leva dentro dos muros criados pela Sociedade.


"Aquelas histórias não eram verdadeira. Sei disso. Mas, esta noite, fica fácil de esquecer."

Xander é o tipico mocinho amigo de todos, mas não chega a ser irritante. Ele consegue ser cativante e apaixonante logo nas primeiras paginas, quando ainda é só amigo de Cassia, e passa a ser ainda mais quando ele descobre que ela deverá ser o amor da sua vida.

Ky me passou a impressão de que se a Sociedade não fosse tão igualitária ele seria o bad boy da história, com o seu jeito misterioso de ser, começou o livro sendo o personagem mais odiado, mas ao longo da leitura aprendi a gostar mais dele.


"A cada minuto que você passa com alguém, você entrega a outra pessoa uma parte da sua vida e toma um pouco da dela."



O romance acaba sendo o motor que a leva mais e mais adiante, numa busca pelo que é o melhor. Diferente do que a sinopse fez parecer, não é um livro com um triangulo amoroso muito forte, Destino é um livro sobre uma garota que descobre outra forma de viver e começa a se questionar e tentar provar um pouco do outro lado.

O problema de tudo é que nada chega a ser muito aprofundado ou ter muita ação. O romance é um pouco fraco, já os questionamentos dela sobre a forma de viverem são todos através de pensamentos lentos e muita discussão interna, ela não corre atras de respostas.


"É estranho como nos agarramos a pedaços do passado enquanto aguardamos por nossos futuros."

Eu não poderia deixar de dizer sobre a capa, ela está perfeita para o livro, desde a cor do vestido da garota presa dentro da esfera, até a mensagem que a foto nos passa.

Esse é o primeiro livro de uma série, nesse primeiro vemos como uma garota lentamente passou a pensar sozinha e a questionar o sistema por causa do amor. Talvez nos próximos tenha mais ação, descobertas, mais romances e tudo aquilo que não teve nesse primeiro, por que antes Cassia precisava descobrir quem era e o que ela queria.

Não é um livro ruim, é na verdade bom e tem tudo para se tornar maravilhoso na continuação.


"Nosso tempo juntos parece uma tempestade, parece o vento selvagem e a chuva, parece algo grande demais para ser controlado, mas poderoso demais para escapar."


23 comentários:

  1. Olá Ket!
    Eu nunca tinha visto esse antes, mas achei a trama bastante intrigante e inteligente. Se por um lado as pessoas que vivem na Sociedade levam uma vida igualitária onde todos tem deveres e direitos bastante definidos e o governo se preocupa para que todos sejam felizes, por outro temos a falta de liberdade de escolhas, o que deve ser uma vida bem difícil. Cassia era uma garota que vivia dentro de uma bolha e agora ela passará a questionar e pensar fora da caixa, a capa ilustra bem isso (capa linda, aliás). Fiquei curiosa para saber se ela terá direito a fazer sua escolha, se será Xander ou Ky o escolhido e se a Sociedade permitirá. Ótima resenha!
    Abraços!

    ResponderExcluir
  2. Adoro distopias, e essa parece realmente ser diferente de tudo que já li. Costumo gostar de triângulos amorosos bem aplicados, mas pelo visto o romance é fraco e não tem muito desenvolvimento nas ações, algo muito superficial. Gostei do enredo e de como a história parece se desenrolar, talvez de uma chance.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu irei ler o proximo pois acho que o romance ira melhorar e terá mais ação, acho que ela começara a questionar não apenas por pensamentos e sim por ações, elo menos é isso que eu estou esperando que aconteça.

      Excluir
  3. Ket, esse livro me lembrou muito "O doador de memórias", caso você já tenha lido ou assistido ao filme acho que concordará comigo. Pois bem, achei essa distopia bem interessante, já vi esse livro muitas vezes quando fazia minhas compras porém nunca parei para ler a sinopse ou uma resenha, a sua foi a primeira, consequentemente me encantei pela obra, a achei muito interessante. E do jeito que você falou do livro pensei que tu daria mais que três corações para ele, mas provavelmente por ser o primeiro deve ter deixado um pouco a desejar, então espero que o próximo seja melhor e que você poste aqui :) .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Nicoli, ainda não li o doador de memórias e nem assisti ao filme (prefiro primeiro ler o livros antes de assistir ao filmes). A história é boa mas não teve muito desenvolvimento, acho que por ser o primeiro livro, mas acho que no proximo ira merecer mais corações. Estou esperando que no proximo o romance seja mais forte, e tenha mais ações, que ela não apenas se questione por pensamentos e sim por ações.

      Excluir
  4. Desde de A Seleção e Estilhaça-me, me apeguei às distopias, mas essa parece ser totalmente diferente. O contexto é bem único e criativo, e parece ter sido escrito muito cuidadosamente, parabéns a autora!

    ResponderExcluir
  5. olha, até curto distopias mas prefiro as clássicas... raramente uma dessas novas consegue me prender ou interessar... essa é mais uma das que não chamaram minha atenção... apesar dela se diferenciar um pouco de outras do gênero... mas alguns elementos dela não me agradaram...
    bjs...

    ResponderExcluir
  6. Olá, tudo bem?
    Não sei se é porque não curto muito distopia ou se foi a obra que não chamou minha atenção. Vou deixar a sua dica passar por enquanto, não por falta de entusiasmo na sua resenha, a obra que não me atraiu apesar da capa bastante chamativa. beijos

    ResponderExcluir
  7. Ketellyn!
    Tive oportunidade de ler esse exemplar há alguns anos atrás e fiquei fascinada a princípio com a sociedade demonstrada, mesmo a achando 'perfeita' demais e quando toda a ação começa mesmo a se desenrolar, gostei muito da ousadia da protagonista e nem senti falta do romance, porque na realidade, o foco é outro, concorda?
    Quero ter a chance de ler os outros livros da série.
    “Saber encontrar a alegria na alegria dos outros, é o segredo da felicidade.” (Georges Bernanos)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de FEVEREIRO, livros + KIT DE MATERIAL ESCOLAR e 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  8. Oi, Ket.
    A capa já tinha me conquistado faz tempo, mas nunca pensei que seria um livro distópico. Tipo, imaginei que tivesse um romance, como eu vi que tem mesmo, mas não com algo a mais. Um mundo perfeito e etc.
    Agradeço pela resenha, porque eu pude conhecer mais obra que aliás, amei! Vou anotar essa dica.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  9. Olá, tudo bem?

    Que premissa diferente.
    Eu acho que o fato de não ter um pouco de ação me incomodaria, mas fiquei bem curiosa, de verdade. Vou querer, com certeza, ler as suas resenhas das continuações.

    Beijo.
    Ana.

    ResponderExcluir
  10. Oi,
    li Destiono quando saiu e hoje quando vejop a história acho ele muito parecido com A Seleção e não consigo mais curtir tanto a história.
    O livro é meio lento, no meu ver, mas de qualquer forma não atrapalha.
    Beijinhos, Helana ♥
    In The Sky, Blog / Facebook In The Sky

    ResponderExcluir
  11. Adorei tua resenha, dá pra ter noção da história. Tenho mega curiosidade sobre esse livro a um tempo, acho a premissa dele super boa, mas cadê tempo?

    ResponderExcluir
  12. Olá tudo bem?
    A premissa me chamou muita atenção, fiquei curiosa pra saber como o romance vai ser desenrolado e o fato de não ter muita ação poderia ser um problema e transformar em uma leitura lenta, mas acho que se a escrita da autora é viciante, não seria tão ruim assim.

    beijinhos!

    ResponderExcluir
  13. Olá!
    Tenho bastante curiosidade sobre a história. Pela sua resenha pude perceber que o crescimento e amadurecimento da protagonista é nítido no decorrer da história. Xander e Ky também me chamaram a atenção.
    Curiosa para conhecer essa sociedade "perfeita" e ver como a história se desenvolve.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  14. Olá, tudo bem? Apesar de amar distopias, já vi muitas resenhas negativas sobre o livro que me fez desanimar, e os argumentos são os mesmo que você colocou: é fraco e pouco aprofundado. Não sei se leria tão cedo, por isso vou esperar a resenha dos próximos <3
    Beijos,
    diariasleituras.blogspot.com

    ResponderExcluir
  15. Oi, Ketellyn!!
    Adorei a história do livro!! É uma distopia bem interessante e pelo que li na resenha o livro não se trata de triângulos amoroso e sim de escolhas!! Gostei muito da indicação e sem dúvida já adicionei na minha listinha!!
    Beijoss

    ResponderExcluir
  16. Olá,
    Essa é a primeira resenha que leio do livro e achei a premissa bem interessante.
    Gosto bastante de distopias e saber que essa traz um universo um tanto quanto original e que não estamos acostumados a ver em obras do gênero me deixa alegre.
    O que me deixa um pouco triste é que nada é muito aprofundado no decorrer da trama. Mas ainda assim, tenho interesse pela leitura.

    LEITURA DESCONTROLADA

    ResponderExcluir
  17. Tenho esse livro a tanto tempo que as vezes esqueço dele. Completei a trilogia ano passado, agora posso me organizar para ler e ter minha opinião. Gostei de saber suas impressões e torço para os outros te agradarem e envolverem mais. Beijos

    Leituras, vida e paixões!!

    ResponderExcluir
  18. Oie, tudo bem? Gostei muito da premissa do livro, conforme fui lendo a resenha achei interessante a proposta dele. Distopias precisam nos conquistar num primeiro momento, senão, só mudamos de opinião após ler a obra completa. Fiquei tentada a ler. Beijos, Érika ^^

    ResponderExcluir
  19. Já tinha visto esse livro mas não sabia que era uma distopia, achei bem diferente a ideia dessa distopia por ser tudo perfeito quando o conceito é outro, por que ao meu ver a sociedade vive em opressão, enfim. Acho que faltou ação no livro não é mesmo, para movimentar mais a relação, não sei de leria no momento, mas gostei da sua resenha. Bjkas

    ResponderExcluir
  20. Oie
    Tudo bom?
    I
    Eu acho que é a primeira resenha que leio desse livro é imagino como essa confusão caiu como uma bomba na vida dela, ainda mais que ela questiona várias coisas sobre o lugar onde vive e seus costumes. Fiquei curiosa para ler e conhecer melhor a história.
    Beijos

    ResponderExcluir
  21. Oie!
    Sempre tive curiosidade pra saber do que se tratava essa série e adorei a premissa!
    Apesar de vc ter tido um pouco de dificuldade, confesso que curti e vou dar uma chance, hahaha. Já até adicionei no Skoob!
    Adorei saber os pontos fracos, vou ficar atenta, assim não crio expectativas demais e aproveito melhor a leitura.
    Amei sua opinião sincera!
    Bjocas,

    www.umdiamelivro.com.br
    www.youtube.com/literamigas4

    ResponderExcluir